banner
mensagem

Últimos Artigos

Parcerias

As Disfunções Sexuais (DS) estão descritas no Diagnostic and Statistical Manual of Mental Disorders, 4th ed. (DSM-IV), como uma perturbação nos processos que caracterizam o ciclo de resposta sexual ou por dor associada com o coito. Este ciclo de Resposta Sexual é um processo fisiológico e psicossomático.

 

distanciamento02Em Portugal um estudo promovido pela Sociedade Portuguesa de Andrologia estimou que a prevalência cumulativa das disfunções sexuais circunda os 56% nas mulheres e 24% nos homens, sendo que as disfunções sexuais mais incidentes nas mulheres são a falta de desejo sexual (Desejo Sexual Hipoactivo), dor e/ou desconforto durante o coito (dispareunia), falta de lubrificação (perturbação da excitação), dificuldade ou ausência do orgasmo (anorgasmia) e dificuldade em concretizar o coito (vaginismo), nos homens as disfunções sexuais mais frequentes são a disfunção eréctil, ejaculação prematura, falta de desejo sexual e ausência de ejaculação.

Alguns cientistas defendem que as dificuldades de cariz sexual deveriam ser considerados uma questão de saúde pública, devendo consciencializar e informar a população sobre os problemas a nível sexual, bem como, incentivar o tratamento e resolução dos mesmos.

A vivência de uma sexualidade saudável depende de vários factores, tais como o tipo de relacionamento, saúde geral, cultura, experiência de vida, personalidade, em suma, a conjunção dos factores orgânicos, psicológicos e sociais que condicionam o bem-estar e a sua qualidade de vida. Outro factor igualmente importante para a classificação de uma DS é o subjectivo. Existem pessoas que se enquadram na classificação da DS, no entanto, não sentem que tenham algum tipo de problemática envolvente na sexualidade.

Qualquer pessoa pode ter pelo menos um episódio de disfunção sexual ao longo da vida. Algumas das dificuldades sexuais podem desaparecer sozinhas, com o tempo, no entanto, se os sintomas persistirem, terá como opção a Terapia Sexual.

É importante que a auto-avaliação do indivíduo seja baseada no seu grau de angustia e/ou no grau de angustia do parceiro. Quando o indivíduo se deparar com diferentes manifestações que o tornam incapaz de participar numa relação sexual, como ele ou ela desejaria, é o momento propício para conversar com o parceiro e procurarem em conjunto uma solução possível para o problema.

Caso opte por Terapia, certifique-se que escolhe um terapeuta qualificado por instituições idóneas e que compreenda a sua situação, de forma a que a sua recuperação seja mais rápida e eficaz.

As Disfunções Sexuais são classificadas: