Videos

Veja aqui os videos da rubrica Coordenadas do Sexo do programa Mais Mulher no canal Sic Mulher.

As sexualidades atípicas ou parafilias estão inseridas nas Minorias Eróticas, por se tratar de um grupo estatisticamente pequeno. Embora estejamos a falar de um grupo que foge da norma estatística, não pode ser considerado “anormal”. Tratam-se de comportamentos atípicos, que muitas vezes, podem ser considerados normais em outra cultura ou período histórico. A parafilia é uma cultura sexual que envolve comportamentos únicos e singulares.

Veja aqui o video sobre as Sexualidades Atípicas e Parafilias nas "Coordenadas do Sexo".

A saúde mental pode estar directamente relacionada com a disfunção sexual do indivíduo, principalmente quando se trata de Depressão. Este quadro clínico exerce grande influência no funcionamento sexual, sendo este etiologia ou consequência da disfunção/dificuldade sexual. Na população feminina este quadro é ainda mais frequente e em maior número do que na população masculina, pois estas são mais susceptíveis à depressão e à disfunção sexual.

Veja aqui o video sobre o Impacto da Depressão sobre a Sexualidade.

Algumas experiências sexuais só ocorrem na mente de um indivíduo, ou seja, em fantasias. Trata-se de experiências vivenciadas pela imaginação que podem estimular o desejo, a excitação, como também intensificar o orgasmo durante a masturbação e/ou durante as relações sexuais. As fantasias estão circunscritas dentro do imaginário e do privado, obedecendo apenas às regras de quem as vivencia. Fantasiar é saudável para mente e para a sexualidade e pode ser uma experiência que culmina no prazer do indivíduo e/ou do casal.

Veja aqui o vídeo sobre o tema das Fantasias Sexuais.

A sexualidade humana é fundamental e parte integrante da personalidade e do bem-estar de um indivíduo. Um desenvolvimento e uma vivência adequada da sexualidade proporcionam um processo de socialização saudável e um maior equilíbrio dos factores individuais, interpessoais e sociais. A satisfação de necessidades humanas básicas, como desejo de contacto, intimidade, expressão emocional, prazer, carinho, amor, faz parte da nossa saúde sexual e bem-estar. A saúde sexual é um direito básico que todos devem conhecer. Para assegurarmos que a humanidade e a sociedade desenvolvam uma sexualidade saudável, os direitos sexuais devem ser conhecidos, reconhecidos, promovidos, respeitados e defendidos por todos os agentes da sociedade.

Veja aqui o video sobre os Direitos Sexuais e Reprodutivos.

A sexualidade humana começa no olhar, no contacto visual, e desenvolve-se até ao clímax sensorial que designamos orgasmo. Ou seja, o sexo é uma actividade sensorial, que envolve os cinco sentidos (visão, olfacto, paladar, audição e tacto), que activa o ciclo de resposta sexual humana através da liberação de neurotransmissores. Trata-se de uma activação química que também envolve factores subjectivos que variam de indivíduo para indivíduo. Tais factores subjectivos são constituídos pela história de vida, cultura, experiências, template sexual etc. Os cinco sentidos desencadeiam um estímulo fisiológico que é descodificado pela cognição agindo como um canal de comunicação entre mundo externo e interno.

Veja aqui o video da rubrica Coordenadas do Sexo dedicado ao tema: Os Cinco Sentidos e a Sexualidade.